"A vida é aquilo que você faz daquilo que te fizeram"

terça-feira, 12 de julho de 2011

Sobreviventes




"Olá, meu nome é Marisa, tenho 40 anos e fui violentada pelo meu pai aos 11."

"Olá, meu nome é Anahi, tenho 30 anos e fui abusada pelo meu pai dos 12 aos 22 anos."

"Olá, meu nome é Marcia, tenho 42 anos e fui abusada pelo meu pai dos 3 aos 10 anos e pelo meu irmão dos 10 aos 11 anos."

"Olá, meu nome é Geisa, tenho 33 anos e fui abusada pelo meu irmão e pelo meu tio dos 5 aos 25 anos."

"Olá, meu nome é Carla, tenho 29 anos, aos 8 fui abusada pelo meu tio. Esse mesmo tio abusou também da minha irmã e de uma prima, a pouco tempo soube que ele abusou de uma outra prima, que hoje tem 15 anos. Ele não vai parar."

Informações extraídas do site: http://diganaoaerotizacaoinfantil.wordpress.com/2007/08/19/sobrevivemos-ao-abuso-sexual-infantil/

2 comentários:

Anônimo disse...

Fui abusada desde de pequena pelo meu Avó..ele tocava em mim..
meu tio fazia a mesma coisa depois me violentou por 3 anos..fiz um aborto por isso e nunca vou me perdoar..Hoje tenho 15 anos e me sinto a pior pessoa do mundo..

Sáh disse...

meu deus... Não se sinta culpada pelo aborto! Você não teve culpa nenhuma. Escuta... Se quiser conversar mais comigo, me mande um email. Não desista de viver por favor, eu sei que é difícil de acreditar, mas tudo passa... Não tenha vergonha pelo que lhe aconteceu e por tudo que você passou, lute para encontrar um jeito de vomitar toda essa dor que há dentro de você. Tente escrever! É o que eu faço, pode parecer que não, mas realmente ajuda.

Por favor não desista, não se cale, não se conforme, não se feche em sua dor. O fato de você ter falado aqui já é um bom sinal! Como já disse, se não tiver ninguém para conversar sobre isso e sentir que precisa, por favor não tenha vergonha de me procurar, ok?

Nunca se esqueça o quanto você é forte, o quanto é uma lutadora. Você está muito longe de ser a pior pessoa do mundo, acredite em mim. Você ainda é tão nova... Sua vida ainda pode ser tão linda. Não desista. E se isso te fizer bem, denuncie esses monstros. E se isso ainda acontecer, por favor, não fique parada, eu sei que é difícil, sei o quanto você pode estar assustada e sozinha, mas pelo amor de deus... Procure ajuda, não tenha medo. Você merece ser feliz.

Te desejo muita força, do fundo do meu coração.

Muito obrigada pelo seu comentário e por ter se aberto aqui, sinta-se a vontade para me procurar quando quiser.