"A vida é aquilo que você faz daquilo que te fizeram"

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Desapegada - Eu não me importo


Não, eu não me importo se você me acha feia ou bonita, louca ou normal. Não, eu não me importo mais se você me olha desse jeito tão decepcionada, como se eu devesse sempre ser uma bonequinha sem opnião, sem personalidade ou coragem para viver. Não me importo se você chora de noite ou se você reza para seu Deus para que eu mude. Não me importo se eu te machuco. Na verdade... eu gosto de te machucar. Não me importo se você está morrendo ou não, se está doente ou não. Não me importo se você acha que eu estou me perdendo, se você acha que eu estou indo para o caminho errado, se você acha que eu estou me destruindo. Sabe por quê? Porque eu nunca me senti tão viva e inteira em toda a minha vida. Em toda a minha vida eu nunca tive tanta certeza de mim mesma quanto eu tenho agora. E eu estou feliz... Feliz por finalmente estar avançado. Feliz por poder me abraçar agora e sentir que eu sou eu, simples assim, nem mais nem menos, só eu. Estou tão feliz. E é uma pena você não poder ver isso ou não querer ver isso.
Mas tudo bem. Não me importo também se você se importa ou não com minha felicidade ao invés de se preocupar só com as aparências e com o que "os outros vão dizer". Na verdade não me importo nem se você existe ou não. É... Eu sou má, né? Não tenho coração, não me apego, não tenho a mínima consideração, não demonstro carinho nenhum, amor nenhum, sou distante mesmo, sem sentimentos. E eu quero que todos vocês se fodam. Para vocês, eu nunca dei um sorriso sincero e todos os abraços que dei foram obrigados. Eu nunca quis conversar, nunca. Nunca os quis por perto, nunca quis que me vissem chorando, nunca quis que soubessem de nada. Eu nunca os procurei, nunca pedi um conselho, nunca pedi ajuda. Sempre dei um sorriso distante e respondi vagamente, como que dizendo... Me deixem em paz, estou bem aqui sozinha, eu sei me virar. Eu nunca tive uma família.
Minha culpa? Culpa deles? Não sei. Só sei que isso nunca existiu, essa coisa de família. Se eu nunca te procurei é porque você nunca demonstrou que estaria lá para mim. Se eu nunca demonstrei que precisava de você, foi para me proteger porque eu sabia que você nunca iria lutar por mim, nunca iria ouvir minhas dores e lágrimas. Não. Você nunca tentou conversar, você nunca procurou me conhecer. Você nunca sentou comigo no chão, afastou meus bichinhos de pelucia ou qualquer coisa que estivesse me escondendo e me abraçou. Na verdade eu agradeço por não ter me abraçado, eu tenho medo do seu toque. Você nunca disse que me amava. Você nunca... tentou me entender. Porque eu tenho tanto medo de você? Por quê? O que vocês fizeram comigo?
Sabe... Eu os odeio as vezes, de todo o meu coração. Vocês nunca foram minha família... Não. Meus amigos sim foram minha família (quando os tive). Ou eram... Agora não são mais. São só meus amigos mesmo. Poucas pessoas agora são realmente vitais. Acho que as coisas precisam ser assim mesmo... Afinal não posso depender do carinho e amor dos meus amigos para sempre. Eles não estão conosco para sempre. Nem te amam incondicionalmente como os pais deveriam fazer. É, acho que sou uma desapegada sem coração mesmo. Foda-se. Prefiro assim do que o que eu era antes, fraca, dependente, perdida e patética.

4 comentários:

maah_1573 disse...

sah, vc brigou com a sua mãe?

Sáh disse...

não exatamente x.x eu não brigo... eu guardo rancor mesmo e fico queta no meu canto LOL

daqui a pouco passa, relaxa o/ to meio estressada só.

Marcos disse...

Eu ADOREI. Nunca vi tanta verdade num só post seu, Sah. Você sabe que eles te amam, não sabem demonstrar e estão com medo, por isso nem vou dizer. Saiba que eles, nesse assunto, são tão crianças como você em outros, então não os magoe se puder evitar. Entendo como se sente, mas tome cuidado com isso, ok, amiga? Eles se magoam tanto quanto nós.

Sáh disse...

brigada marcos ^^

pode deixar, eu os trato bem sim, sempre que possível. Eu sei que não é justo machucar ninguém e que eu não posso sair jogando a culpa neles e tudo o mais...

é só uma questão de momento, que eu não penso muito e acabo sendo má... ou querendo ser má (pq no fim eu sou uma medrosa mesmo e acabo nunca fazendo nd x.x)

Não com eles pelo menos.