"A vida é aquilo que você faz daquilo que te fizeram"

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Prisioneiro de si mesmo - Agradecendo


Essa imagem traduz totalmente o que eu estou sentindo no momento. (Alias eu vou me esforçar para fazer um post razoavelmente feliz hoje! Porque, advinhem só! Eu não estou totalmente na fossa o/) É verdade que tem acontecido muitas coisas ruins e eu tenho me sentido péssima... Fiquei pensando que a expressão "prisioneiro de si mesmo" resume bem como está minha vida e como eu estou me sentindo de um tempo para cá. Mas eu quero ser livre. Foi engraçado porque decidi isso hoje, não que eu não quisesse antes, mas hoje me senti forte o suficiente para afirmar isso... Não sei explicar, eu simplesmente quero, sabe? Talvez seja só mais um impulso de momento... Mas eu espero sinceramente que não.

Hoje eu não quero mais depender de ninguém, nem ter medo de mim mesma, nem me sentir perdida, abandonada e sozinha, não quero ficar magoada por tudo, não quero ser emotiva e não quero ver o abismo a minha volta. Eu quero saber o que fazer, quero saber para onde ir, quero poder ter controle sobre minha vida e ver o futuro de forma positiva... Quero ouvir de novo meus amigos falando para mim "Caramba... você não deve ter problema nenhum na vida! Sendo tão feliz assim.", sim... Uma amiga minha já me disse isso, por mais incrivel que pareça. Na época eu tinha um monte de problemas sim, mas eu costumava ser feliz... Ao menos na escola com meus amigos. Eu costumava suportar os problemas e superá-los, como as pessoas normalmente fazem. Fico me perguntanto quando, exatamente, eu parei de ser capaz de lidar com as coisas difíceis. Quando me tornei tão fraca? Enfim... Quando me tornei prisioneira de mim mesma?

Eu lembro de quando eu era pequena. Só uma criançinha caramba, e eu passei por tanta coisa, pelo menos para alguém como eu... Eu passava por tanta coisa que nem entendia o que estava acontecendo, eu não entendia a angustia dentro de mim, eu não entendia o que me fazia sentar no chão e chorar tão desesperadamente, não entendia porque as coisas tinham que ser assim, não entendia porque faziam isso comigo, não entendia o que eu tinha feito de errado para Deus ou para sei lá quem, para merecer passar por aquilo. Mas mesmo assim, nada disso me destruiu, eu era uma criança, por mais tímida e fechada que eu fosse, eu era feliz sim, sempre fui.

Mas agora não paro de pensar que todos os problemas da minha vida foram se acomulando e acomulando, até dar nisso.

Enfim, eu prometi para vocês que não iria escrever algo triste... Então lá vou eu... Queria agradecer aos meus amigos, agradecer de verdade, por toda a paciencia que eles têem me dado, pelo apoio e tudo o mais. Por mais sozinha que eu me sinta, eu sei que na verdade vocês sempre vão estar comigo. Me desculpem por não conseguir estar sempre sorrindo, me desculpe se apesar de seus esforços eu continuar me sentindo horrível, a culpa de eu estar mal nunca vai ser de nenhum de vocês. E quando eu digo NUNCA, eu quero dizer NUNCA mesmo, até mesmo quando eu brigo com algum de vocês, a culpa é minha (mesmo eu tentando colocar a culpa em outra pessoas as vezes, no fim eu sempre sei que a unica culpada sou eu), sou eu que tenho algo de errado, eu sei disso, e não vocês. Me desculpem por estar sempre decepcionando vocês também e por ser uma péssima amiga. Me desculpem eu ser tão dependende e sensível, me desculpem por eu precisar tanto assim de vocês.

Eu amo todos vocês, de verdade, mais do que imaginam. E eu não quero ver vocês tristes, nem preocupados, nem nada de ruim nunca. Gosto quando vocês riem e fazem brincadeiras, gosto quando eu consigo sentir que faço parte desse "grupo". Vocês são a minha família... Nunca ninguém cuidou tanto de mim quanto vocês, nunca ninguém se preocupou tanto. Vocês me fazem feliz, sério mesmo. Cara... Eu me orgulho tanto de vocês, a cada pequena vitória que vocês conseguem eu vibro (mesmo sentindo no fundo uma pontinha de inveja), a cada pequeno passo, a cada evolução para melhor, cada vez que eu percebo como vocês estão crescendo, eu me orgulho. É verdade que as vezes eu me sinto sozinha por ver todos crescendo e seguindo seu rumo e eu ficando para trás, mas eu fico feliz por vocês, de verdade.

Vocês são os melhores. E eu não mereço amigos tão bons assim... Vocês não fazem idéia do medo que eu tenho de decepcioná-los. E por vocês serem os melhores, eu também vou tentar ao menos ser uma amiga um pouquinho melhor. Porque eu quero ser livre, para vocês e para mim.

Pode ser que seja só uma esperança inocente e bobinha, mas eu ainda acredito poder sair desse buraco.

Um comentário:

yamachi_yuji disse...

pouquinho melhor, o caralhooO! =}
seja feliz até não poder mais e mesmo que pareça que não , nós estaremos [pelo menos eu --" mesmo não parecendo]