"A vida é aquilo que você faz daquilo que te fizeram"

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A muleta


Ter uma muleta quando não precisamos nos atraza, nos infantiliza, nos torna preguiçosos e fracos. Uma muleta serve para quando você está machucado e não pode andar sozinho, mas a partir do momento que você se cura, a partir do momento que você cresce e tem todas as condições para se virar sozinho, ter uma moleta se torna extremamente perigoso. Está aí o pecado das pessoas que sempre foram apoiadas, estimuladas e protegidas por outras. Elas se tornam fracas, pensam que não conseguem seguir em frente sem toda ajuda do mundo, quando podem, elas se escondem, fogem, enganam a si mesmas dizendo que fazem de tudo para melhorar, quando não fazem. Elas culpam os outros pelos seus fracassos, reclamam, choram, esperneiam e não saem nunca do lugar.

É um um erro não deixar que uma criança se machuque e sinta as consequencias de seus atos, tanto quanto é um erro largá-la em um ligar perigoso. É um erro esperar que ela cresça e se torne independente dentro de seu quarto cheio de brinquedos. É um erro impedir que briguem com ela, que seus coleguinhas a provoquem ou o que quer que seja, assim como é um erro ignorar que isso acontece caso aconteça todos os dias (o que se chama bullying, nome erroneamente atribuido a qualquer provocação ou ofença que alguém possa sofrer de vez em nunca). O problema das pessoas é sua incapacidade de medir as coisas, é muito comum os pais ou serem uma coisa ou serem seu oposto, é dificil achar pais que conseguem ser equilibrados e educarem seus filhos de forma saudável.

Eles não conseguem. Mas apesar de tudo, normalmente chega uma hora na vida de tudo mundo que a pessoa se vê obrigada a crescer. E ela cresce. E então não importa tanto como seus pais foram ou te trataram, mas o que você consegue fazer com o que eles te fizeram (frase que eu sempre digo, alias). Não adianta jogar a culpa nos ombros dos outros, não adianta ficar parada e esperar que os outros mudem para você, não adianta esperar que tudo caia na sua mão, não adianta esperar que os outros sejam bons e te entendam, não adianta esperar que tenham paciência, que vão te dar uma chance, que tudo vai dar certo simplesmente por dar certo. Não adianta.

Nada vai mudar se você não mudar. Absolutamente nada. Enquanto você não entender e admitir que não precisa de muleta nenhuma, você nunca vai crescer, vai sempre andar em círculos, sempre se auto-sabotando, sempre se enganando, acreditando em coisas que não existem, sonhando com uma vida que você não tem nem nunca vai ter, esperando que o mundo vire ao seu favor enquanto você permanece imóvel. Você não precisa de uma muleta, você não precisa de ajuda, você não precisa que te estendam a mão, tenham pena de você ou enxuguem suas lágrimas. Você tem tudo para crescer, tudo para dar certo, absolutamente tudo... Mas você não se mexe, porque ainda não consegue ver que o mundo não gira ao seu favor. Por mais que diga que entende, não entende. Você só vai entender quando começar a mudar.

Quem me dera ter tudo para dar certo, quem me dera não precisar nunca de ajuda, quem me dera poder caminhar sozinha, quem me dera... Mas quem sempre teve tudo não percebe o quanto está disperdiçando.

Há um pecado horrível no ter de mais e ter de menos, não importa o que seja.

2 comentários:

Wally disse...

Excelente colocação!!!!
Fiquei admirada com a pertinência do seu post.
Gostei demais, mesmo!!!

Beijos

Sáh disse...

Obrigada! *-* bjos